sábado, 7 de maio de 2011

OCARA - CEARÁ - O PREFEITO PRATICA TANTAS ILEGALIDADES - QUE VAI ACABAR VIRANDO CASO DE POLÍCIA!

Servidores em Assembléia  em Ocara - Revolta - Indignação
Ocara é um pequeno Município do interior do Ceará, a cerca de 100 km de Fortaleza, com aproximadamente 25.000 habitantes, com orçamento anual em torno de  R$ 29 milhões de reais, com 17.000 eleitores, 97º  PIB do Estado do Ceará,  porém o 157 IDH  (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado, entre os piores (Fonte dos dados: Anuário do Ceará 2010/2011 – editora O Povo). Ocara quer dizer terraço da aldeia em língua Tupi-guarani. Só que os índios há muito foram exterminados, de verde só existe a monocultura do caju, a riqueza só para alguns, os direitos humanos são piadas e os servidores públicos são escravizados. A GESTÃO ATUAL AGE COMO DITADURA, DESSAS PARECIDAS COM AS DO MUNDO ÁRABE!


Palestra Motivadora - Magui - Na abertura da Assembléia do SINDSEP - 06/05/2011
Dona Helena - Presidenta do SINDSEP - Perseguida  - Abertura da Assembléia
Algumas denúncias levantadas na assembléia dos servidores municipais, convocada pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Ocara – SINDSEP, NO ÚLTIMO 06/05/2011:

- O Instituto de Previdência Municipal, tem um rombo de R$ 20 milhões de reais (http://www1.previdencia.gov.br/sps/app/draa/draa_mostra.asp?tipo=1&codigo=15740&hddCNPJEnte=12459616000104&AnoProjetoLDO=2009 );


- Professores com jornada de 20 horas semanais, nível médio, ganhando abaixo do salário mínimo;
- Professores com nível médio, jornada de 40 horas, ganham abaixo do piso pirata do MEC, estimado em R$ 1.187,00, QUANDO DEVERIAM GANHAR NO MÍNIMO R$ 1.597,00;

- O pagamento do anuênio de parte  dos servidores da Saúde está sofrendo uma fraude trabalhista;

- O prefeito não presta contas do FUNDEB;

- Agora tenta tirar o salário da Presidenta do Sindicato, salário é alimento, salário é vida, que condenar a presidente à miséria e à fome, utilizando uma decisão da Justiça do Trabalho, cuja CLT só se aplica em parte, quanto a liberar  dirigentes, pois o direito ao salário está previsto na Lei Orgânica Municipal e no Regime Jurídico Único. Se o prefeito utilizar a CLT para retirar salário da presidenta Dona Helena, ENTÃO CONFESSA QUE O MUNICÍPIO É CELETISTA, assim poderá ser cobrado FGTS para todos os servidores e extinguir o regime próprio de previdência, que só pode existir onde os servidores não são celetistas.

Advogado Convidado pelo SINDSEP - falando sobre o piso e o IPMO
Assembléia
Haverá uma assembléia, em breve, só para deliberar sobre o que fazer, SOBRETUDO QUANTO AO PISO DOS PROFESSORES E À PERSEGUIÇÃO À PRESIDENTA,  não se descartando a possibilidade de entrar em greve por tempo indeterminado, pois o prefeito não respeita lei, viola direitos básicos dos servidores, persegue o sindicato e sua presidenta. JÁ FOI ABERTO UM INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, DESSE JEITO A ATUAL GESTÃO DE OCARA VAI-SE TORNAR CASO DE POLÍCIA.


Carmem - Representante da FETAMCE

 Fonte blog do Valdecy Alves

7 comentários:

  1. ai eu acho de mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Aqui há liberdade de expressão? Se há então publiquem meu comentário!
    Meu nome é Matheus Holanda de Oliveira, moro em uma das localidades de Ocara e vou começar falando, as pessoas só visão as coisas de acordo com os seus interesses. O que aconteceu com a Dona Helena foi o seguinte... Ela era professora da rede pública, quando estava com 6 meses de trabalho saiu para ser presidenta de um sindicato, o que acontece ela ficou ganhando o dinheiro do sindicato e da prefeitura durante 2 mandantos... mas há uma lei federal diz o seguinte: "um servidor publico que assumir a presidencia durante dois mandatos pode receber de ambas as partes o dinheiro" mas depois do 3º ele perde, e tem que escolher entre uma coisa ou outra! e tanto é que ela já entrou na justiça várias vezes e a justiça negou todas e na última vez sem direito a recorrer!
    tirem suas próprias conclusões!!!

    ResponderExcluir
  3. Quem quiser saber mais sobre quem é a Dona Helena é só olhar em uma enquete da comunidade do municipio de Ocara onde as pessoas clamam que ela preste contas dos recursos que foram repassados para o sindicato.
    85% das pessoas querem que ela preste contas.
    olhem e confiram: http://www.orkut.com.br/Main#CommPollResults?cmm=4486569&pct=1307032860&pid=1427623269

    ResponderExcluir
  4. ninguém gosta dessa tal de helena!

    ResponderExcluir
  5. segundo enquetes da comunidade de ocara
    mais 85$% das pessoas não gostam dessa pessoa, pois ela gosta de muito de escandalos!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Professora Helena, profisional séria e respeitada tanto pelos seus alunos quanto por outros citadadãos Ocarenses e representações sindicais em todo o estado, nação que sempre dedicou sua vida ao coletivo de servidores que sofrem discriminação trabalhista de gestores que se consideram patrões e abusam do poder temporario ao qual foram escolhidos para beneficiar o coletivo, mesmo nao sendo da cidade nem conhecendo a historia das pessoas que sao cidadaos Ocarenses. Dizer que professora Helena pouco trabalhou é a prova maior de que não moram nem conhecem ó município do qual a história profissional da professora Helena faz parte pois muito contribuiu/contribui para a efetiva educação das pessoas, que hoje a gestão trata como meros escravos/feudais em que a capitania do mato/cidade mesclado com um pouco de império, leva os cidadãos a se confundirem com o nome da famosa cidade Brogodó.Conheça e se indigne com a falta de respeito e cumprimento das Leis Federal, orgânica...onde só quem pensa que manda são os capitães do mato/cidade, ou o próprio rei de Brogodó Leonildo, que tem sangue paraguaio(nao é de OCara nem é rei), quem faz a Lei desse lugar de pessoas que afirmam ser o saldo fo FUNDEB, por exemplo de R$ 1.900.000,00 e que não irá para os professores que é quem são os verdadeiros donos do valor milionário. CONHEÇA E SE INDIGNE com tamanha escravidão/imperialismo/feudalismo.

    ResponderExcluir
  7. Falar de professora Helena é falar de Ocara com sua história. Quem não conhece-la é a maior prova de que não conhece a história de Ocara.

    ResponderExcluir